10 de set de 2010

Espumas voltam a cobrir águas do Rio Tietê em Salto

Uma camada de espuma branca cobriu nesta quinta-feira uma grande extensão do Rio Tietê, em Salto, cidade localizada a 102 quilômetros de São Paulo. A espuma podia ser vista com mais intensidade no trecho em que o rio corta o Parque das Lavras e na região do Porto Góes, abaixo da cachoeira que dá nome à cidade. Os flocos de espuma atraíram a atenção de visitantes. Havia também muito lixo, sobretudo garrafas PET, sendo carreado pelas águas.

De acordo com a prefeitura, os moradores já estão acostumados com esse indicador da poluição do rio. A situação se torna incômoda quando o vento descola os flocos e os carrega para as casas ribeirinhas. O gás que se desprende causa irritação nos olhos e na garganta.

De acordo com a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), a espuma é causada pelos detergentes lançados com o esgoto ainda não tratado no rio. As chuvas dos últimos dias causaram uma elevação no nível e maior movimentação da água, sobretudo nas corredeiras. Segundo a Cetesb, a formação de espuma ajuda a reduzir a poluição, pois indica que a água está sendo oxigenada. Entre São Paulo e Salto, o Tietê tem um desnível de 235 metros, o que facilita a aeração.

A entidade ambiental SOS Mata Atlântica, que monitora o rio no trecho, informou que a quantidade de poluição no Rio Tietê ainda preocupa, mas tem se reduzido de forma gradativa.


Fonte:AE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nada de palavrões,insultos e qualquer outra coisa que você não falaria para sua mãe.