8 de fev de 2012

Rio+20: reunião ministerial indica proposta inicial insuficiente

Patriota, Izabella Teixeira e a ministra-chefe da Casa Civil Gleisi Hoffmann cumprimentam-se antes da reunião da Comissão Nacional da Rio 20

Diogo Alcântara e Luciana Cobucci  
     Direto de Brasília


Incompleto, talvez insuficiente. Esse foi o sentimento entre os mais de 20 ministros que participaram nesta quarta-feira, no Itamaraty, da 4ª Reunião da Comissão Nacional para a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável Rio+20, a respeito do documento que deve pautar o encontro em junho, no Rio de Janeiro.


Comandada pelo ministro das Relações Exteriores Antonio Patriota e pela ministra do Meio Ambiente Izabella Teixeira, a reunião em cima do zero draft (rascunho zero, em tradução livre) serviu de alerta acerca de temas que ainda precisam ser melhor abordados no documento, como questões sociais e florestas.
"Há um sentimento de que devemos ser ambiciosos e de que o Brasil tem uma liderança natural a exercer pelo exemplo, pelas conquistas realizadas até aqui. Há muito que fazer", disse Patriota. "Valorizar as conquistas não significa subestimar os desafios para o futuro", completou.


Zero draft
O rascunho zero é o esboço do texto que vai pautar as discussões da Rio+20, em junho. Ele foi divulgado no começo de janeiro. Até o encontro, espera-se que seja modificado, ampliando o escopo de assuntos e proposições





Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nada de palavrões,insultos e qualquer outra coisa que você não falaria para sua mãe.