12 de dez de 2010

Manual da limpeza verde

De receitas caseiras a cuidados que podemos ter na hora das compras, listamos 20 dicas que ajudam a transformar a manutenção da casa em uma ação mais responsável



 
 
Uma boa maneira de começara cuidar do grande lar chamado Terra é prestar mais atenção ao pequeno planeta que é a nossa própria casa. Limpar de forma mais responsável o lugar onde moramos não exige mudanças drásticas. É apenas uma questão de hábito. Com um pouco de bom senso, podemos privilegiar, entre a avassaladora oferta de produtos que abarrotam as prateleiras dos supermercados, itens que, de alguma maneira, seguem os preceitos da sustentabilidade. Já existem, por exemplo, fórmulas de sabão em pó e higienizadores multiúso propositalmente mais concentradas, ou seja, que necessitam de menor quantidade de água para dar os efeitos desejados.




Sem falar nos artigos acondicionados em embalagens mais compactas e, em alguns casos, recicláveis, iniciativa que reduz o desperdício de matéria-prima e o acúmulo de lixo. Por outro lado, ainda não há no país nenhum parâmetro oficial que classifique os produtos de limpeza como 100% sustentáveis. Essa avaliação deveria levar em conta todos os estágios envolvidos na fabricação — extração da matéria-prima, processo de produção, transporte, uso e descarte. Logo, o ideal é que o consumidor fique atento aos selos de certificação impressos nas embalagens. Eles atestam o cumprimento de, pelo menos, alguns desses critérios. Outra maneira de introduzir no lar a faxina amigável é copiar os truques usados – com ótimos resultados – por nossas avós. Sim, resgatar receitas caseiras que neutralizam a sujeira e liquidam germes e bactérias não só reduz os gastos do mês como pode ser um bom exercício de criatividade e consciência ecológica.



“Os consumidores devem adotar hábitos mais responsáveis, como reciclar ou reutilizar embalagens e, ainda, usar essas substâncias com parcimônia para que, pelo menos, durem mais”, defende a gerente de mobilização comunitária do Instituto Akatu, Camila

Melo, de São Paulo. Cedo ou tarde, esse mix de attitudes simples acaba se convertendo em pontos a favor do planeta. Para que você possa fazer a sua parte, separamos 20 dicas que vão ajudá-la a reformular os hábitos de higiene doméstica. Aí, sim, você poderá fixar um selo verde na porta de casa.



FAÇA VOCÊ MESMA

1. Para retirar a sujeira que adere ao fundo das panelas (sem estragar o esmalte!),

coloque água e quatro colheres de sopa de vinagre dentro do utensílio. Leve ao fogo e deixe ferver. Na hora da lavagem, o grude vai embora com mais facilidade e menor quantidade de sabão.



2. Com o tempo, as louças de vidro vão perdendo o brilho, mas é possível recuperá-lo sem a intervenção de substâncias químicas. Basta mergulhar as peças em uma bacia com água e algumas gotas de vinagre e deixá-las de molho por cerca de meia hora.



3. Para limpar a parte interna da geladeira, o uso de produtos industrializados é desaconselhável, pois liberam compostos orgânicos voláteis (VOCs), o que pode prejudicar a saúde de quem ingere os alimentos guardados ali. Portanto, na hora da limpeza, prefira a mistura de água, bicarbonato de sódio e sabão em pedra.



4. Uma das tarefas mais chatas na cozinha é eliminar a gordura do fogão. Para facilitar essa missão ingrata, coloque um pouco de vinagre sobre a parte suja e deixe o líquido agir por 15 minutos.







Débora Spitzcovsky



Revista Bons Fluidos – 12/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nada de palavrões,insultos e qualquer outra coisa que você não falaria para sua mãe.