21 de fev de 2011

Estado de atenção devido à chuva - Chuva faz córregos transbordarem em São Paulo

Aeroporto de Congonhas chegou a ficar fechado e córregos transbordaram no Ipiranga e no Jacanã


 
 
 
A chuva que atinge a região metropolitana de São Paulo nesta segunda-feira deixa dois bairros de São Paulo em estado de alerta. A subprefeitura do Ipiranga entrou em estado de alerta às 14h40, por conta do transbordamento do córrego Ipiranga, na altura da av. Abraão de Morais, entre rua Fagundes Filhos e rua Ribeiro Lacerda, e do transbordamento do rio Tamandauteí, na altura da rua Brigadeiro Jordão e av. do Estado, próximo à av. das Juntas Provisórias. Na subprefeitura de Jaçanã/Tremembé foi registrado o transbordamento do córrego Tremembé, na altura da rua Conchilia. Toda a capital paulista está em estado de atenção.


Neste momento, são 17 pontos de alagamento na capital, a maioria deles intransitáveis. O aeroporto de Congonhas, na zona sul da cidade, ficou fechado das 14h19 às 15h por conta da chuva.

Segundo o Corpo de Bombeiros, um desabamento provocado pelas chuvas, na rua Santa Cruz do Rio Pardo, em Americanópolis, na zona sul, deixou duas pessoas feridas nestab tarde. Neste domingo, uma mulher foi atingida por um raio dentro do Parque Villa-Lobos, na zona oeste de São Paulo. Ela está internada em estado grave no Hospital das Clínicas, segundo informações da assessoria de imprensa do hospital.


De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), às 15h, a cidade tinha 30 quilômetros de lentidão, índice ainda dentro da média para o horário. Os pontos de maior lentidão estão no Corredor Norte/Sul, sentido Aeroporto, da avenida do Estado até a praça da Bandeira (2,9 km); na avenida Salim Farah Maluf, sentido Vila Prudente, da rua Ulisses Cruz até a rua Acre (2,8 km); na Marginal Tietê, sentido Ayrton Senna, do rio Tamanduateí até a rua Azurita (2,4 km). no túnel Ayrton Senna II, sentido Único, da avenida Pedro Álvares Cabral até a avenida Joaquim de Moura Andrade ( 1,8 km).

Conforme o CGE, as instabilidades continuam a atingir com intensidade diversos pontos da capital. De acordo com imagens de radar, chove muito forte entre as zonas leste, norte e a região central, principalmente entre os bairros de Mooca, Aricandua / Formosa, Vila Prudente, Vila Maria, Vila Guilherme, Santana, Limão, Casa Verde, Consolação e Sé. No restante da zona norte, e na zona sul, entre Ipiranga e Vila Mariana, chove moderado. Na zona oeste, chove fraco com pontos moderados.

Às 14h20, a aeroporto de Congonhas registrou rajadas de vento de até 50 km/h. Houve registro de queda de granizo na região de Santana, próximo à estação de metrô Carandiru, por volta das 14h40.

Conforme os meteorologistas do CGE, a tendência é de que as chuvas atinjam outras regiões da cidade, ainda com intensidade forte, até o início da noite. Na terça-feira, as condições atmosféricas não mudam muito. Novamente os termômetros devem registrar temperaturas elevadas, em torno dos 33ºC. Os temporais retornam à Grande São Paulo e capital a partir do meio da tarde. As simulações indicam que as chuvas devem se prolongar até o início da noite. Na quarta-feira, a passagem de uma frente fria pelo sudeste aumenta o risco de chuvas fortes e mais generalizadas para todas as regiões da capital e Grande São Paulo. As temperaturas permanecem altas e a máxima fica próxima dos 30ºC.



Maiores índices pluviométricos registrados até as 15h:

Ribeirão dos Couros (São Bernardo do Campo) - 30,0mm

Ribeirão dos Couros (Ford / São Bernardo do Campo) - 27,0mm

Rio Tietê (São Miguel / Guarulhos) - 24,2mm

Córrego Oratório - 21,0mm

Prosperidade (São Caetano do Sul) - 20,2mm

Oratório (Mauá) - 14,8mm

Ribeirão dos Meninos (São Caetano do Sul) - 14,8mm

Rio Tamanduateí (Mauá) - 11,2mm

Córrego Jacú (Jd. Pantanal) - 9,4mm

Vila Mariana - 14,5mm





Fonte:IG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nada de palavrões,insultos e qualquer outra coisa que você não falaria para sua mãe.