18 de dez de 2010

A floresta vai invadir a cidade




Rodrigo Gerhardt




O ano de 2011 foi definido pela ONU - Organização das Nações Unidas como o Ano Internacional das Florestas. Motivos não faltam para que elas recebam mais atenção do mundo. Embora sejam cruciais para a nossa vida e o equilíbrio do planeta – abrigam 80% de toda a biodiversidade terrestre do mundo e pelo menos 1,6 bilhão de pessoas dependem delas para viver –, as florestas estão cada vez mais ameaçadas pelo desmatamento por conta das pressões urbanas, da exploração ilegal da madeira e do avanço da fronteira agrícola.



Por sua grande importância para a humanidade, é claro que o Planeta Sustentável não poderia ficar de fora desse movimento mundial pela conservação das florestas. Por isso, esse será o tema da quarta edição do Planeta no Parque, que será realizado de 22 a 25 de janeiro, no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, e marcará o início de nossas ações ao longo de todo o ano.



Com a campanha "A floresta invade a cidade" - que já está sendo divulgada nas revistas da Editora Abril -, o Planeta no Parque quer expandir “esse pedacinho” de floresta do parque símbolo da cidade, com suas mais de 15 mil árvores e 364 espécies, para toda a cidade de São Paulo – pelo menos no que tange a conscientização das pessoas.



“O Planeta Sustentável é uma plataforma de comunicação e um aprendizado constante. Temos muita interação com o público por vários meios, como o site, as páginas que publicamos nas revistas parceiras, os aplicativos e as redes sociais. Mas não há interação mais direta do que a que experimentamos no Planeta no Parque. É nesse evento que a gente interage mesmo, apresentando o que temos aprendido e também ouvindo quem vai até lá, para saber quais são suas dúvidas e interesses sobre sustentabilidade. É uma experiência e tanto!”, explica Caco de Paula, publisher do Planeta Sustentável.



O Planeta no Parque de 2011 terá uma série de atrações como shows, oficinas, brincadeiras, caminhadas e outras atividades para divertir crianças, jovens, adultos, estimular a criatividade e a imaginação, mas também a reflexão sobre a nossa responsabilidade com o equilíbrio do planeta e a conservação das florestas. Não perca!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nada de palavrões,insultos e qualquer outra coisa que você não falaria para sua mãe.